1 de fevereiro de 2009

Nova derrota dos seniores (Resumo do jogo)

UD Rio Maior-3 FC Crato-1

Jogo respeitante à 19º jornada do Campeonato Nacional da 3ª divisão, série E. O UD Rio Maior ocupa a 2ª posição frente a um FC Crato que ocupa o 12º lugar e a precisar cada vez mais de pontos para acalentar esperanças na cada vez mais difícil luta pela permanência.
A nossa equipa sofreu algumas alterações relativamente aos últimos confrontos e apresentou-se em campo com o seguinte 11: Vítor Bernardes, Bruno Conchinhas, Clodoaldo, Sérgio Delgado e Maurício, Renato Sousa, Renato Moreno, Billy, Gonçalo, Jony e Guido.

Os cratenses a exemplo dos jogos anteriores, voltaram a sofrer golos nos minutos iniciais da partida, nomeadamente aos 8 e 11 minutos. Os extremos tocavam-se e, quando um dos últimos defronta um dos primeiros em casa destes e cedo se encontra a perder por duas bolas de diferença, muito não há a fazer senão contrariar da melhor forma o favoritismo do adversário. Foi o que os nossos atletas tentaram fazer. A meio da primeira parte, primeira infelicidade para a equipa de Vítor Nozes, pois Billy viria a sair lesionado, entrando para o seu lugar o nosso conterrâneo e ainda júnior Renato Castelinho, a quem desejamos a melhor sorte. Ao intervalo nova lesão, desta feita seria Jony, a sair também ele por questões físicas.

Esperava-se uma missão muito árdua com todas as condicionantes do jogo e nova infelicidade surgiria mais adiante pois o UD Rio Maior ampliava a vantagem para 3-0 de grande penalidade e pior que isso a expulsão do influente Renato Sousa, a enfraquecer ainda mais o já fragilizado meio campo cratense. Perto do último quarto de hora de jogo o FC Crato fez o tento de honra por intermédio de Cascavel, depois de boa jogada de Renato Moreno.

Não vamos desanimar neste momento delicado que a equipa atravessa e enfrentar os jogos vindouros com a maior motivação, honrando o clube e a terra que representam.


1 comentário:

CLIMERIO FERREIRA disse...

Ao votar favoravelmente a alteração dos Quadros Competitivos de Futebol Sénior ( II e III Divisão Nacional) a Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol deu em nosso entender, uma grande “machadada” no Futebol não Profissional. A FPF com a justificação de com esta proposta está a ir ao encontro da realidade desportiva e económica do País e das dificuldades financeiras dos Clubes, mais não está do que a sobrepor o Futebol Profissional sobre o Não Profissional. A LPFP( 100 votos) e a APAF (50 votos) ao votarem a favor,ajudaram como "coveiros" do Futebol Nao Profissional eliminando o Campeonato Nacional da III Divisão Nacional, com a consequente despromoção obrigatória na próxima época de 80 Clubes e mais de 100 árbitros da III Divisão Nacional para os Campeonatos Regionais.